Período escolar: Acompanhe dicas para incentivar sua criança a consumir mais água

Com certeza muitas mamães e papais já lidaram ou lidam com certas limitações e dificuldades na hora de cuidar da introdução de alimentos e líquidos às crianças. No entanto, garantir que os filhos cresçam saudáveis é uma das principais preocupações dos responsáveis. 

E para que essa fase seja vivenciada de uma forma leve, pensamos em algumas dicas para ajudar a você. Mas antes, nos responda: Qual a importância que você dá quando pensa no consumo de água feita pelo seu filho? Pois é, assim como para nós adultos, é necessário tomar medidas de incentivo e controle a quantidade e frequência de água consumida por nossas crianças. 

Com o início da fase escolar, muitas vezes não conseguimos monitorar a regularidade em que elas fazem essa ingestão, e por isso pensamos em uma forma de tentar solucionar este problema. 

As crianças costumam ficar bastante empolgadas com novidades apresentadas a elas, e para unir o útil ao agradável, que tal adquirir uma garrafinha atrativa e do gosto da sua criança? Dessa forma, você pode abastecê-la de água antes de enviá-la para o escola e sempre observar se a garrafinha voltará vazia. Assim, você consegue criar estratégias e métodos para incentivar o seu filho e ainda garantir que ele fique hidratado e com a saúde lá em cima.

E para facilitar ainda mais a sua rotina, escolha Krenak! Adquira os galões de 10 ou 20 litros e facilite na hora de abastecer a geladeira e as suas garrafinhas.

Bora aproveitar com Krenak?

Conta para gente nos comentários quais são as suas estratégias para controlar o consumo em casa.

COMPARTILHE
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
VEJA TAMBÉM
23 jul 2020
Você está dando a devida importância para o consumo de água?
20 jul 2020
A estação mudou, seus hábitos não devem mudar! Beba água com frequência.
01 jun 2020
Evite estresse! Ande sempre com uma garrafinha