Álcool e exercícios físicos

No final do ano é difícil manter a dieta e a rotina de exercícios devido ao número de festas e confraternizações. Mas se você está focado no projeto verão, saiba que apenas controlar as guloseimas não basta. É preciso maneirar (se possível, evitar) o álcool também. O consumo de álcool gera uma deterioração da qualidade física, pois a bebida diminui a força, a velocidade, a capacidade respiratória e muscular, o equilíbrio e prejudica a respiração.

Confira uma lista de motivos que comprovam que definitivamente álcool e exercícios físicos não combinam:

  • Beber em excesso causa desidratação. O álcool tem efeito negativo sobre a função renal, fazendo com que haja uma perda de água e eletrólitos através do suor e da urina;
  • O distúrbio de água e eletrólitos também pode promover uma arritmia cardíaca, fazendo com que o coração bata fora de compasso;
  • Outro efeito que o álcool também promove é o aumento de peso, devido à grande quantidade de calorias presentes em cada dose;
  • A hipoglicemia também é muito comum em quem mistura álcool com exercícios. A atividade física já promove uma diminuição de glicose no organismo. O álcool acentua mais ainda esta redução. O corpo começa a usar a proteína como fonte de energia, pois não há mais glicose no organismo.
  • O efeito da ingestão de bebidas alcoólicas dependerá de diversos fatores, entre eles o gênero do indivíduo. O ideal é que o consumo de álcool seja feito até 72 horas antes da prática de atividades físicas.

Bom, agora cabe a você decidir se já vai adiantar as férias da academia ou se vai maneirar nos bons drinks neste fim de ano.

Fonte: http://globoesporte.globo.com/